Segunda-feira, 16 de Junho de 2018
menu
9 de outubro de 2017

Álbum de Sara Tavares chega este mês às bancas

Sara Tavares participa na autoria de quase todos os temas do CD, quer como compositora ou letrista, em parceria com outros autores ou a solo, sendo a única excepção “Para Sempre Amor”, com letra e música de Bilan. A preparação de “Fitxadu” foi iniciada no ano passado, entre espectáculos em Portugal e além-fronteiras. Do novo álbum constam também os temas “Txom Bom”, letra de Sara Tavares e Virgílio Varela, com música de Sara Tavares, e “Flutuar”, letra de Sara com Paulo Flores, assinando a intérprete a composição musical.

O CD, o quinto da cantora, abre com “Onda de Som”, letra de Sara Tavares, que assina a música com Loony Johnson. “Coisas Bunitas” e “Filingadu” são os dois únicos temas cujas letras e composições musicais são assinadas em exclusivo por Sara Tavares. Manecas Costa, Nancy Vieira, Toty Sa’Med, Kalaf Epalanga, Virgílio Varela e Princezito, com quem assina a música de “Fitxadu”, que dá título ao álbum, são alguns dos seus parceiros autorais. Com Nancy Vieira, Sara Tavares assina a letra e música de “Ginga”, que inclui um excerto de “Suor di nô Púbis”, música e letra de Adriano Gomes Ferreira.

Fitxadu”, segundo a intérprete de “Chamar a Música”, marca “o encerramento de um ciclo e, como todos os capítulos, o início de um novo”, de acordo com um comunicado da promotora. Carreira da cantora Sara Alexandra Lima Tavares nasceu em Lisboa, no dia 1 de Fevereiro de 1978. A música que ela interpreta é definida como "world music". Ganhou a final da 1ª edição do concurso Chuva de Estrelas da SIC, 1993/1994,  onde interpretou um tema de Whitney Houston. Foi convidada por Rosa Lobato de Faria para participar no Festival RTP da Canção de 1994 com a       canção “Chamar a Música”.

A canção recebeu o máximo de pontuação de todos os jurados, ganhando assim um lugar no Festival Eurovisão da Canção de 1994, onde alcançou a 8ª posição. Em 1996 editou o seu primeiro disco, “Sara Tavares & Shout!”, que contou com a colaboração do coro Shout. Dá a voz à música “Longe do Mundo” (uma adaptação de “God Help The Outcasts”), para o filme da Disney, O Corcunda de Notre-Dame, que viria a merecer uma menção honrosa da Disney como a melhor versão internacional. Na Expo'98, Sara Tavares participou no espectáculo de tributo a Gershwin, ao lado da Rias Big Band Berlin. Colaborou  no grande sucesso da banda Ala dos Namorados, “Solta-se o Beijo”.  Em 1999 editou o álbum “Mi Ma Bô”, um disco mais maduro e com mais ligação às suas raízes, no qual propunha uma sonoridade de fusão afro-pop-soul.

Mi Ma Bô” foi gravado em França e produzido pelo franco-congolês Lokua Kanza, tendo vendido em Portugal um número de cópias que lhe valeu um Disco de Ouro. Gravou “Saiu Para A Rua” para o disco de tributo a Rui Veloso, editado em 2000. No ano seguinte colaborou com Nuno Rodrigues no disco “Canções de Embalar”. Colabora com Joy Denalane ca canção “Vier Frauen” de 2002.   “Balancê” é o título do terceiro álbum e tornou-se no seu cartão-de-visita internacional, tendo Sara Tavares sido nomeada como Artista Revelação aos prémios BBC Radio 3 World Music, em 2007. Em Portugal, as vendas de “Balancê” valeram-lhe um Disco de Platina. Em 2008, editou o DVD “Alive in Lisbon” e, em 2011,  recebeu o Prémio de Melhor Voz Feminina nos Cabo Verde Music Awards e colaborou em estúdio com vários artistas.




 

Notícias

15 de junho de 2018
Angola e Coreia do Sul acordam elevar cooperação parlamentar

As repúblicas de Angola e da Coreia do Sul acordaram elevar as relações bilaterais, na perspectiva de acompanhar a dinâmica da cooperação ao nível dos governos dos dois países do domínio parlamentar.


15 de junho de 2018
Empresas francesas atraídas pelo investimento em Angola

O interesse dos investidores franceses por Angola aumentou com a recente  deslocação do Presidente da República, João Lourenço, àquele país, o  que é traduzido com a presença de cerca de 150 empresas das mais  representativas do sector agrícola e industrial num  encontro organizado  em Paris pelo patronato, no qual se esperavam inicialmente 60  participantes.


15 de junho de 2018
A Língua Portuguesa em Nós” patente ao público em Luanda

A exposição “A Língua Portuguesa em Nós”, patente ao público desde  quarta-feira, no Centro Cultural Brasil-Angola, na Baixa de Luanda,  inclui actividades paralelas para todas as idades.


5 de junho de 2018
Estrangeiros estão convidados a concorrer nas privatizações

O Executivo está a preparar a privatização total ou parcial de  algumas grandes e médias empresas públicas já seleccionadas, incluindo  do sector petrolífero, das telecomunicações e outros, revelou ontem, em  Bruxelas, o Presidente João Lourenço.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*