Quinta-feira, 21 de Junho de 2018
menu
25 de julho de 2017

Angola: BNA vende mais de 173 milhões de euros

No período de anterior, o Banco Nacional de Angola  vendeu aos bancos  221,6 milhões de euros (equivalente a USD 247,6 milhões). Das vendas  realizadas, nos últimos dias, O BNA  disponibilizou 61,2 milhões  de euros para a cobertura de operações com cartas de crédito asseguradas pelo BNA para os sectores  da indústria,  pescas, saúde e bens alimentares.

De acordo com o relatório  semanal do BNA a que a Angop  teve hoje  acesso,  foram  igualmente   vendidos  53,7 milhões de euros para a cobertura de operações do sector petrolífero,  26,7 milhões de euros para  outros sectores não  especificados,  8,9 milhões  de euros para as companhias aéreas. Neste período em balanço, o BNA  vendeu   ainda 8,9 milhões de euros para a cobertura de operações com viagens, ajuda familiar, saúde e educação,  igual montante  para  cartões de crédito,  cinco milhões para  reposição cambial e 90,9 mil para a cobertura de operações de ministérios e organismos do Estado.

A taxa de câmbio média de referência de venda do dólar americano do mercado cambial primário, apurada ao final da semana foi de USD=Kz 166,744, enquanto que a do EURO  foi de  EUR=Kz 186,298. No que toca as operações  fiscais, o Banco Nacional de Angola, enquanto operador do Estado, colocou no mercado primário Títulos do Tesouro no montante de Kz 18,9 mil milhões, sendo 16,7 mil milhões  de kwanzas  em Bilhetes do Tesouro (BT),  1,2 mil milhões de kwanzas  em Obrigações do Tesouro indexadas ao câmbio (OT-TXC) e  952,6 milhões de kwanzas em Obrigações do Tesouro Não Reajustadas (OT-NR).  

As OT-TXC emitidas foram nas maturidades de 3 anos à taxas de juro nominal  de 7,00%,  as OTNRM foram emitidas na maturidade de 2 anos a 20,50% ao ano, de acordo com o documento.   As taxas de juro médias apuradas para os BT nas maturidades de 91, 182 e 364 dias situaram-se em 16,15%aa para 91 dias, 20,25%aa para 182 dias  e 23,90%aa para 364 dias.   No segmento de venda directa de títulos ao público, o BNA indica que   colocou o montante de  3,4 mil milhões de kwanzas  em BT nas maturidades de 91, 182 e 364 dias e  OT na maturidade de 3 anos.

Para efeitos de regulação monetária,  o BNA realizou operações de mercado aberto (OMA) no montante de  86,1 mil milhões de kwanzas, nas maturidades de 7, 28 e 63 dias, à taxas médias de juro de 7,50%, 11,00% e 13,00% ao ano, respectivamente.   No mercado interbancário os bancos comerciais realizaram entre si operações de cedência de liquidez sem garantia de títulos, no montante acumulado de 32,3 mil milhões de kwanzas, em maturidades de 1 a 31 dias, a taxa média de juro entre 18,63% à 22,40%aa.

A LUIBOR overnight (1 dia), apurada no último dia da semana, com base nas cedências de liquidez acima referidas, situou-se em 22,35%aa, sem variação face à semana anterior.   A LUIBOR para as maturidades de 30, 90, 180, 270 e 360 dias situou-se em 18,63%aa, 20,09%aa,  21,49%aa,  22,72%aa e 24,10%aa,  com variação de -0,41pp, a -0,09pp nas maturidades de 90 a 360 dias, em comparação com o período anterior.

Notícias

15 de junho de 2018
Angola e Coreia do Sul acordam elevar cooperação parlamentar

As repúblicas de Angola e da Coreia do Sul acordaram elevar as relações bilaterais, na perspectiva de acompanhar a dinâmica da cooperação ao nível dos governos dos dois países do domínio parlamentar.


15 de junho de 2018
Empresas francesas atraídas pelo investimento em Angola

O interesse dos investidores franceses por Angola aumentou com a recente  deslocação do Presidente da República, João Lourenço, àquele país, o  que é traduzido com a presença de cerca de 150 empresas das mais  representativas do sector agrícola e industrial num  encontro organizado  em Paris pelo patronato, no qual se esperavam inicialmente 60  participantes.


15 de junho de 2018
A Língua Portuguesa em Nós” patente ao público em Luanda

A exposição “A Língua Portuguesa em Nós”, patente ao público desde  quarta-feira, no Centro Cultural Brasil-Angola, na Baixa de Luanda,  inclui actividades paralelas para todas as idades.


5 de junho de 2018
Estrangeiros estão convidados a concorrer nas privatizações

O Executivo está a preparar a privatização total ou parcial de  algumas grandes e médias empresas públicas já seleccionadas, incluindo  do sector petrolífero, das telecomunicações e outros, revelou ontem, em  Bruxelas, o Presidente João Lourenço.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*