Segunda-feira, 18 de Junho de 2018
menu
15 de dezembro de 2017

Presidente da República prepara movimentação

As movimentações, de acordo com o ministro Manuel Augusto, acontecem no quadro da reestruturação em curso no Ministério das Relações Exteriores. O ministro anunciou  a elaboração de um plano estratégico que passa pelo encerramento de algumas embaixadas e abertura de outras, além da implementação de um novo modelo de representação regional. “No princípio do próximo ano, o Presidente da República vai determinar uma movimentação de embaixadores no quadro da reestruturação do Ministério das Relações Exteriores”, disse o ministro.

Manuel Augusto anunciou que internamente a instituição também vai proceder a algumas mudanças. “Há embaixadores que podem regressar ao país para trabalhar no ministério e há outros que vão para missões fora do país”, afirmou o ministro. Dossier Chikoti Quanto à colocação do ex-ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, esclareceu que Georges Chikoti é  embaixador  de carreira e, por isso, está qualificado para poder ser indicado para qualquer posto diplomático. Manuel Augusto anunciou um redimensionamento da instituição que pode  levar ao encerramento de algumas embaixadas e consulados.

O ministro das Relações Exteriores admitiu a possibilidade de abertura de outros postos diplomáticos. “Não vamos fechar por fechar, mas vamos ajustar os interesses de Angola com a nossa representação diplomática”, garantiu o ministro. Manuel Augusto afirmou que o Executivo vai adoptar, nalgumas regiões, a figura da representação diplomática regional, ou seja,         um embaixador num país pode representar Angola noutros países da mesma região. O ministro justifica a decisão com o facto de o país “não poder manter embaixadas e consulados com o pessoal a passar dificuldades, como salários em atraso e despesas com a segurança social que não são honradas”.

Inquérito pronto Dentro de dias, o Ministério das Relações Exteriores divulga os resultados do inquérito mandado instaurar pelo ministro Manuel Augusto para apurar irregularidades nas áreas dos recursos humanos e no Instituto das Comunidades Angolanas no Exterior. Manuel Augusto afirmou: “Vamos tomar as medidas apropriadas” tão-logo sejam concluídas as investigações coordenadas pelo inspector da instituição, Feliciano Pacheco.

À imprensa, Feliciano Pacheco garantiu recentemente que duas equipas de oito técnicos trabalham para “inspeccionar profunda e rigorosamente” as áreas dos recursos humanos, do Instituto das Comunidades Angolanas no Exterior e dos serviços consulares sobre o cumprimento dos procedimentos legais referentes à admissão e progressão nas carreiras de origem do regime especial do Ministério das Relações Exteriores, bem como os métodos de trabalho e de actuação da direcção dos recursos humanos da instituição.

O inspector Feliciano Pacheco disse que a orientação do ministro está a ser cumprida. O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, mandou instaurar o inquérito, no dia 9 do mês em curso, para apurar se houve irregularidades nas áreas dos recursos humanos, do Instituto das Comunidades Angolanas no Exterior e nos serviços consulares do ministério.




 

Notícias

15 de junho de 2018
Angola e Coreia do Sul acordam elevar cooperação parlamentar

As repúblicas de Angola e da Coreia do Sul acordaram elevar as relações bilaterais, na perspectiva de acompanhar a dinâmica da cooperação ao nível dos governos dos dois países do domínio parlamentar.


15 de junho de 2018
Empresas francesas atraídas pelo investimento em Angola

O interesse dos investidores franceses por Angola aumentou com a recente  deslocação do Presidente da República, João Lourenço, àquele país, o  que é traduzido com a presença de cerca de 150 empresas das mais  representativas do sector agrícola e industrial num  encontro organizado  em Paris pelo patronato, no qual se esperavam inicialmente 60  participantes.


15 de junho de 2018
A Língua Portuguesa em Nós” patente ao público em Luanda

A exposição “A Língua Portuguesa em Nós”, patente ao público desde  quarta-feira, no Centro Cultural Brasil-Angola, na Baixa de Luanda,  inclui actividades paralelas para todas as idades.


5 de junho de 2018
Estrangeiros estão convidados a concorrer nas privatizações

O Executivo está a preparar a privatização total ou parcial de  algumas grandes e médias empresas públicas já seleccionadas, incluindo  do sector petrolífero, das telecomunicações e outros, revelou ontem, em  Bruxelas, o Presidente João Lourenço.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*