Quinta-feira, 19 de Junho de 2018
menu
23 de novembro de 2016

Professor qualificado é o desafio do sector

Ao discursar no acto central alusivo ao 40º aniversário do Dia Nacional do Educador, o ministro lembrou que a data foi instituída pelo primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, em 1976, durante o lançamento da primeira Campanha Nacional contra o Analfabetismo. Pinda Simão considerou a qualidade do ensino um processo em curso que exige a participação efectiva e responsável de todos os actores sociais, que depende de vários factores como o asseguramento das infra-estruturas, material didáctico, gestão, inspecção, supervisão e de professores motivados e comprometidos com a causa da educação. A existência de docentes desmotivados nas instituições por vários factores como absentismo,  salários incompatíveis com as respectivas categorias, as distâncias longas entre a residência e a instituição de ensino e a não promoção do docente na carreira, frisou, têm contribuído para a falta de assiduidade e permanência dos docentes nas respectivas instituições de ensino e no cumprimento do calendário lectivo de forma rigorosa. As comemorações do Dia Nacional do Educador, disse, estão em consonância com o Plano de Desenvolvimento da Educação “Educar Angola 2017/2030”, que vem consolidar os êxitos alcançados nos 14 anos de paz e permitiu aumentar o número de alunos e estudantes nos diversos níveis e subsistemas de ensino, a expansão da rede escolar do ensino primário ao secundário,  o incremento da oferta pública e privada para o acesso ao ensino superior, bem como o crescimento do corpo docente. O governador do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira, apontou a educação como uma via incontornável para a formação do homem nos seus aspectos multifacetados, através da instrução, socialização, preparação e seu enquadramento na vida, onde a escola deve continuar a desenvolver acções que visam primar por uma educação para a paz, construção e consolidação de um Estado de direito e democrático. Eusébio de Brito Teixeira disse que  a data deve servir de reflexão para os intervenientes da sociedade e os que trabalham directamente no sector da Educação. Apontou a expansão do ensino superior nos diversos pontos da província para evitar a fuga de força de trabalho nestas zonas e permitir que estes se fixem e desenvolvam os seus municípios. O governador disse que a extensão de escolas do I e II ciclos já é realidade, apesar de haver ainda muito por fazer.

Notícias

15 de junho de 2018
Angola e Coreia do Sul acordam elevar cooperação parlamentar

As repúblicas de Angola e da Coreia do Sul acordaram elevar as relações bilaterais, na perspectiva de acompanhar a dinâmica da cooperação ao nível dos governos dos dois países do domínio parlamentar.


15 de junho de 2018
Empresas francesas atraídas pelo investimento em Angola

O interesse dos investidores franceses por Angola aumentou com a recente  deslocação do Presidente da República, João Lourenço, àquele país, o  que é traduzido com a presença de cerca de 150 empresas das mais  representativas do sector agrícola e industrial num  encontro organizado  em Paris pelo patronato, no qual se esperavam inicialmente 60  participantes.


15 de junho de 2018
A Língua Portuguesa em Nós” patente ao público em Luanda

A exposição “A Língua Portuguesa em Nós”, patente ao público desde  quarta-feira, no Centro Cultural Brasil-Angola, na Baixa de Luanda,  inclui actividades paralelas para todas as idades.


5 de junho de 2018
Estrangeiros estão convidados a concorrer nas privatizações

O Executivo está a preparar a privatização total ou parcial de  algumas grandes e médias empresas públicas já seleccionadas, incluindo  do sector petrolífero, das telecomunicações e outros, revelou ontem, em  Bruxelas, o Presidente João Lourenço.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*