Terça-feira, 24 de Abril de 2018
menu
6 de outubro de 2016

Reino Unido quer apoiar Angola na diversificação da economia

A intenção foi manifestada, esta quarta-feira, pela enviada do Comércio da primeira-ministra britânica a Angola, Lindsay Northover, durante um encontro com o presidente executivo da Câmara de Comércio Reino Unido/Angola e empresários dos dois países.

Durante o encontro, a enviada especial, em Angola para cinco dias de trabalho, referiu que depois do alcance da paz definitiva as taxas de crescimento "extraordinárias" do país têm sido enaltecidas a nível do continente e do mundo, daí o interesse do Reino Unido em oferecer assistência e troca de experiências no domínio comercial.

Neste contexto, deu a conhecer que  a Faculdade de Negócios da Universidade de Oxford está a oferecer bolsas de estudos para empresários angolanos residentes e não residentes, com experiências de até 12 anos nos vários sectores empresariais, cujas candidaturas deverão ser entregues à embaixada do Reino Unido em Angola, até ao dia 24 do corrente mês.

Por outro lado, informou que durante a sua estadia no país, manteve encontros com ministros e altos funcionários do sector económico, com vista a discutir formas de como o Reino Unido pode apoiar oportunidades de investimento.

Disse ainda, que procedeu visitas aos vários investimentos do sector agrícola e hidro- eléctrica na província de Malange, designadamente a barragem de Laúca, participou igualmente numa conferência sobre o relançamento da produção de algodão e visitou projectos de agricultura e desminagem.

Por seu turno, o presidente executivo da Câmara de Comércio Reino Unido/Angola, Braúlio de Brito, ressaltou que Angola é um país de grandes oportunidades de investimento, reafirmando o contínuo reforço das relações comerciais entre os dois países.

"Angola e o mundo atravessam uma crise económica e, é através das dificuldades que se consegue dar largos passos para ultrapassar este contexto. Estou satisfeito de ver que o interesse é expresso a mais alto nível", acrescentou.

Já o embaixador do Reino Unido em Angola, John Dennis, afirmou que a visita da enviada do Comércio constitui uma mais valia para os dois países, cujo interesse consiste no fortalecimento das relações comerciais e a troca de experiências nos vários sectores.

Disse ainda, que a visita da enviada especial dignificam os laços de amizade e cooperação existentes entre os dois países.

"É a terceira visita em Angola e, desta vez teve a oportunidade de constatar as potencialidades agrícolas na província de Malange bem como manter encontros com titulares das pastas dos vários sectores económicos. Isto ajudar-nos-á a fomentar os laços comerciais e descobrir oportunidades de investimento no futuro. A próxima visita está prevista para 2017", disse.

Esta é a terceira visita da enviada especial do Comércio em Angola, com o objectivo de demonstrar o compromisso do Reino Unido para o aumento do fluxo de comércio entre os dois países.

Notícias

20 de abril de 2018
Angola e Togo preparam reunião de Alto Nível

Luanda - As repúblicas de Angola e do Togo vão analisar, com maior profundidade, as relações bilaterais e perspectivar novas áreas de cooperação, durante uma reunião de alto nível a decorrer, ainda este ano, em território por definir.


20 de abril de 2018
Vida do combatente hoje em exposição

A Associação Tchiweka de Documentação (ATD) realiza, hoje, às 9h00, no  Memorial Dr. António Agostinho Neto, em Luanda, uma conferência e  exposição fotográfica sobre a memória do seu patrono, Lúcio Lara  (Tchiweka), que em vida completaria este mês 89 anos.


20 de abril de 2018
1º de Agosto supera Petro

O 1º de Agosto consolidou ontem a liderança do Campeonato Nacional  sénior masculino de Basquetebol, Unitel-Basket, agora com 65 pontos,  depois da vitória sobre o Petro de Luanda, por 89-77, no Pavilhão do  Kilamba, em jogo de acerto à quinta jornada da quarta volta.


11 de abril de 2018
Mirex aposta na captação de investimento externo

O Ministério das Relações Exteriores tem como uma das grandes  prioridades da sua agenda contribuir para a recuperação e o  desenvolvimento da economia nacional, em prol do bem-estar social dos  angolanos.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*