Quinta-feira, 21 de Junho de 2018
menu
5 de maio de 2017

Rivais desfazem igualdade hoje

Determinados a chegar o mais cedo possível à final, militares e petrolíferos entram para o recinto baptizado com o nome de uma das figuras de maior relevo da modalidade no país, imbuídos do mesmo objectivo, vencer e com isso encurtar a distância do acesso à etapa seguinte. É ponto assente que a vitória desta noite não assegura a qualificação imediata para qualquer um dos dois conjuntos, eternos rivais desportivos, mas ambos sabem que a materialização deste desejo eleva o moral e reduz para um triunfo a tarefa.

A jogar em casa, com o apoio dos seus sócios e adeptos ferrenhos, o 1º de Agosto comandado pelo espanhol Ricard Casas entra para o rectângulo de jogo mais pressionado em relação ao Petro, orientado pelo camaronês Lazare Adingono, que admitiu tal cenário em declarações à imprensa. Sem grande pressão do seu lado, Lazare e pupilos podem tirar partido da exigência psicológica exercida sobre o adversário, para uma vez mais vergar Casas e jogadores no seu próprio “bastião”. Para repetir os triunfos por 97-86, 93-90, 89-81 e 94-91, os tricolores são obrigados a manter os níveis de eficácia nos lançamentos de dois pontos, onde em 37 tentativas converteram 25, 68 por cento, contra 42 tentados e 25 encestados, 60 por cento dos rubros e negros.

Outro item a conservar é a captura de ressaltos defensivos e ofensivos, cujo total no encontro passado foi 41, contra 36 dos agostinos.  Em sentido inverso, a equipa do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, vencedora em duas ocasiões, 95-88 e 101-93, em seis desafios entre ambos, precisa de manter a eficiência nos lançamentos livres, onde em 23 marcou oito, 35 por cento, e na linha dos três pontos, cujos registos estão fixados em 17 convertidos em 25 arremessos, conseguindo um percentual de 68.

Nos referidos sectores os números do clube do Eixo Viário são 8 bolas encestadas em  33 lançamentos triplos, 24 por cento, ao passo que nos lances livres, em 30 idas à área de cobrança de faltas marcaram 20, 67 por cento.    Gerson Gonçalves “Lukeny” e Reggie Moore, extremo e extremo-poste, ambos do Petro de Luanda, Hermenegildo Santos “Gildo” e Emanuel Amauris “Manny Quezada”, base e extremo-base do 1º de Agosto, são os jogadores em quem os técnicos depositam esperanças para a concretização do desiderato.

Notícias

15 de junho de 2018
Angola e Coreia do Sul acordam elevar cooperação parlamentar

As repúblicas de Angola e da Coreia do Sul acordaram elevar as relações bilaterais, na perspectiva de acompanhar a dinâmica da cooperação ao nível dos governos dos dois países do domínio parlamentar.


15 de junho de 2018
Empresas francesas atraídas pelo investimento em Angola

O interesse dos investidores franceses por Angola aumentou com a recente  deslocação do Presidente da República, João Lourenço, àquele país, o  que é traduzido com a presença de cerca de 150 empresas das mais  representativas do sector agrícola e industrial num  encontro organizado  em Paris pelo patronato, no qual se esperavam inicialmente 60  participantes.


15 de junho de 2018
A Língua Portuguesa em Nós” patente ao público em Luanda

A exposição “A Língua Portuguesa em Nós”, patente ao público desde  quarta-feira, no Centro Cultural Brasil-Angola, na Baixa de Luanda,  inclui actividades paralelas para todas as idades.


5 de junho de 2018
Estrangeiros estão convidados a concorrer nas privatizações

O Executivo está a preparar a privatização total ou parcial de  algumas grandes e médias empresas públicas já seleccionadas, incluindo  do sector petrolífero, das telecomunicações e outros, revelou ontem, em  Bruxelas, o Presidente João Lourenço.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*