Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018
menu
1 de setembro de 2016

Swazilândia: SADC apoia candidatura de Angola no conselho dos direitos humanos da ONU

A decisão foi tomada na 36ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da organização regional, encerrada nesta quarta-feira, em Mbabane, capital do Reino da Swazilândia.

Em declarações à imprensa, no final da reunião, o ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, afirmou que a SADC assumiu o apoio da candidatura que lhe foi solicitada por Angola.

Angola já fez parte do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas, no período de 2007 a 2010.

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas é o sucessor da Comissão das Nações Unidas e é parte do corpo de apoio à Assembleia-Geral da ONU.

Baseado em Genebra, Suíça, sua principal finalidade é aconselhar a Assembleia Geral sobre situações em que os direitos humanos são violados.

À Assembleia Geral, por sua vez, compete fazer recomendações ao Conselho de Segurança. O Conselho dos Direitos Humanos é formado por 47 países.        

Ainda em relação às candidaturas, os países membros da SADC reafirmaram o seu apoio à Pelonomi Venson-Moitoi, do Botswana (ministra dos Negócios Estrangeiros), que concorre à substituição da sul-africana Nkosozana Zuma na presidência da Comissão da União Africana, cuja eleição deverá ocorrer em Janeiro de 2017, em Addis Abeba, Etiópia.    

De acordo com o ministro das Relações Exteriores, todas as candidaturas que foram então solicitadas pela Região, de modo geral, foram aprovadas.

Aclarou que as decisões tomadas ao grande nível da Cimeira, indicam a boa coordenação que a SADC normalmente tem para o tratamento destas questões.

O Rei Mswati III, que assumiu a presidência rotativa da organização regional, por um período de um ano, apelou o engajamento dos Estados membros para a mobilização de recursos financeiros para o financiamento das infra-estruturas da região.

A Cimeira felicitou o Rei Mswati III que decidiu institucionalizar uma Universidade de Transformação da SADC, que concederá 300 bolsas de estudo, ou seja, 20 para cada um dos Estados-Membros.

Notícias

11 de janeiro de 2018
Diplomacia faz rotação de quadros

O Ministério das Relações Exteriores vai abrir um  concurso público interno para o processo de rotatividade dos  funcionários das missões diplomáticas e postos consulares de Angola no  exterior, anunciou o secretário-geral da instituição, Agostinho  Van-Dúnem.


11 de janeiro de 2018
Sónia Serafim Ferreira distinguida no Huambo

Sónia Ferreira, responsável do grupo Okutiuka, detentor de dez títulos  consecutivos no Entrudo no Huambo, foi homenageada terça-feira, no  Planalto Central, pela direcção provincial da Cultura, devido à sua  entrega à causa solidária e à cultura na região.


11 de janeiro de 2018
Nível do campeonato nacional de andebol satisfaz organização

O presidente da Associação de Andebol do Huambo (APAH), Monteiro  Pongolola Lino, considerou, ontem, elevado, o nível competitivo dos  campeonatos nacionais de juvenis, nas classes masculina e feminina, que a  cidade planáltica acolhe desde o passado dia quatro.


15 de dezembro de 2017
Presidente da República prepara movimentação

O Presidente da República, João Lourenço, faz, em Janeiro do próximo  ano, movimentações de embaixadores em todos os países do mundo em que  Angola tem representação diplomática, anunciou ontem, em Luanda, o  ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*