Terça-feira, 19 de Setembro de 2017
menu
Serviços

Ordinário - Protocolo bilateral entre Angola e Portugal

REQUISITOS

Carta da Entidade que convida devidamente fundamentada e dirigida ao Consulado Geral da República de Angola no Porto

Formulário e ficha devidamente preenchidos com letra de imprensa ou dactilografados, e com tinta preta, sem erros nem rasuras, e assinado pelo beneficiário;

2 Fotografias iguais, tipo passe, coloridas, actuais, em fundo branco e sem óculos escuros (salvo por recomendação médica comprovada);

Passaporte com validade superior a 9 meses e 2 folhas seguidas livres;

Fotocópia das páginas principais do passaporte;

Registo Criminal (visado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros Português);

Reserva de título de transporte de ida e volta;

Termo de responsabilidade/convite (no qual deve constar obrigatoriamente o correio electrónico e o número de telefone do subscritor), ou comprovativos de meios de subsistência. A prova de meios de subsistência deverá ser feita através da apresentação por parte do requerente, de extracto bancário ou declaração da empresa com indicação do seu vencimento. Os meios de subsistência são equivalentes a USD 200.00 (duzentos dólares) por dia;

Condições de alojamento asseguradas pela pessoa que convida ou reserva de hotel;

Em viagens de negócios/reuniões/conferências será solicitado um convite esclarecendo o motivo da deslocação, com as datas de chegada e partida, bem como indicação precisa da entidade anfitriã e do nome do responsável que faz o convite;

Certificado Internacional de vacinas.

BENEFICIAM DESTE VISTO OS CIDADÃOS DOS RESPECTIVOS ESTADOS QUE SE DESLOQUEM COM O OBJECTIVO DE:

Desenvolver contactos exploratórios de domínio comercial ou análogo;

Conduzir negociações de projectos de investimento;

Empresários e Investidores; Quadros dirigentes de empresas;

Proceder à montagem de equipamentos ou prestar assistência técnica pós venda;

Ministrar conferências ou acções formativas. Este visto não é prorrogável.

OBS: Prazo de entrega de 8 dias úteis – máximo a contar da data da solicitação. O visto pode ser utilizado nos 60 dias subsequentes à sua concessão e é válido para entradas múltiplas num período de 36 meses, permitindo ao seu titular uma permanência continua ou interpolada por um período máximo de 90 dias por semestre. 

NOTA 1: O NÃO CUMPRIMENTO DE ALGUM DOS PONTOS IMPLICA A RECUSA DO PROCESSO.

AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*