Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
menu
7 de agosto de 2017

Georges Chikoti na posse de Rohani

Um comunicado do Ministério das Relações Exteriores indica que o acto de tomada de posse decorreu às 16H0 (locais) e o ministro Georges Chikoti representou na cerimónia o Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos. O presidente iraniano Hassan Rohani ganhou as eleições com 23,5 milhões de votos, 57 por cento, na primeira volta das presidenciais, realizada no mês de Maio do corrente ano.

O Irão antes conhecido como Pérsia, é    um país localizado na Ásia Ocidental e tem mais de 77 milhões de habitantes. É o 17º país mais populoso do mundo e uma potência média e regional e exerce uma grande influência na segurança energética internacional e na economia mundial através das suas grandes reservas de combustíveis fósseis, que incluem a maior oferta de gás natural no mundo e a quarta maior reserva comprovada de petróleo.




 

Notícias

24 de novembro de 2017
Sem fronteiras

Angola e a África do Sul assinam hoje, em Pretória, vários  acordos para dinamizar a cooperação bilateral e relançar o intercâmbio  económico entre os dois países, no âmbito da visita do Presidente da  República, João Lourenço.


24 de novembro de 2017
Centenas de empregos são providos pela indústria

Mais de duzentos novos postos de trabalho são criados até ao  primeiro semestre de 2018, no Cuito, Bié, com entrada em funcionamento  de quatro unidades fabris, ligadas à produção e engarrafamento de água e  à indústria cerâmica, anunciou ontem à Angop o director provincial da  Indústria e Geologia e Minas.


24 de novembro de 2017
Basquetebol Adaptado: Angola cumpre objectivo no africano

Durban (Do enviado especial) - A selecção nacional de basquetebol em cadeira de rodas obteve, hoje, o 5º. lugar do torneio africano da categoria, ao vencer o Zimbabwe, por 52-42, cumprindo o objectivo preconizado pelo Comité Paralímpico Angolano (CPA).


21 de novembro de 2017
Sanções da ONU têm cumprimento

O repatriamento de técnicos da Coreia do Norte que se  encontravam a trabalhar em Angola foi feito no estrito cumprimento, por  parte das autoridades angolanas, da resolução do Conselho de Segurança  das Nações Unidas que impõe sanções àquele país asiático, afirmou ontem,  em Luanda, o ministro das Relações Exteriores.


AngolaConsuladoServiçosComunicadosAudiências
Audiências
x
*
*
*
*
*